Maternidade de Referência promove a 1ª Jornada Baiana de Controle de Infecção

0

Incentivar a troca de conhecimentos técnicos e práticos sobre o controle de infecções na saúde materno-infantil. Este foi o objetivo da 1ª Jornada Baiana de Controle de Infecção em Maternidades, realizada na segunda-feira, 20, no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), em Salvador (BA).

O evento foi organizado pela Maternidade de Referência Prof. José Maria de Magalhães Netto, administrada pelo Instituto Hygia, em Salvador (BA), e contou com a participação de representantes de diversas maternidades, do Hospital Roberto Santos, Climério de Oliveira, Jorge Valente e de vários municípios baianos. “É uma alegria ver o programa de educação continuada sendo conduzido nessa maternidade e saber que existe uma preocupação com o controle da infecção hospitalar”, declarou Fábio Vilas-Boas, secretário da Saúde do Estado da Bahia, na abertura do evento.

A 1ª Jornada contou com mesas redondas sobre a Sífilis e controle de infecção; além de palestras sobre “Higienização das Mãos: estratégia multimodal e formação do time Higiene de Mãos”; Estratégia QualiNeo, Estreptococos de Grupo B: recomendações e conduta; Prevenção de Infecção de corrente sanguínea em neonatologia; Intensivismo e gestação: abordagem de sepse em gestantes; e Prevenção de infecção de sítio cirúrgico em parto cesariano.

“É muito bom saber que estamos avançando”, declarou Fátima Nery, coordenadora do Núcleo Estadual de Controle de Infecção Hospitalar (NECIH), ao falar da jornada. “Estamos na luta contra um grave problema de saúde pública mundial e na Bahia não poderia ser diferente. Há um aumento na frequência das infecções em maternidades. O grande desafio é incluir medidas, entre essas a higienização das mãos e as precauções para que as barreiras não sejam quebradas durante a assistência, para que a gente possa garantir qualidade na assistência e a segurança do paciente”, finalizou.

A avaliação positiva sobre o evento foi unanimidade entre os participantes. Josana Santos, enfermeira do serviço de controle de infecção da Santa Casa de Jequié, declarou: “Torço para que a gente consiga ampliar a discussão sobre esse tema, compartilhando nossas experiências para reduzir a problemática do controle de infecção”.

A 1ª Jornada Baiana de Controle de Infecção em Maternidades contou com mais de 200 inscritos e teve duração de 10h. Além das palestras, os participantes também puderam prestigiar uma belíssima apresentação do coral “Canto da Cegonha”, formado por colaboradores da Maternidade de Referência.

Compartilhar.

Deixe uma resposta